sexta-feira, 10 de novembro de 2017

CRISTO NA BÍBLIA - 1ª PEDRO (CRISTO, O REDENTOR DA IGREJA)

CRISTO NA BÍBLIA   (Pr. Eudes)

                       1ª PEDRO  -  CRISTO, O REDENTOR DA IGREJA

Pedro foi um dos três apóstolos mais achegados a Cristo (Pedro, Tiago e João). Era um pescador e tinha uma sociedade pesqueira com Tiago e João, filhos de Zebedeu. Como apóstolo achegado a Cristo, Pedro presenciou, juntamente com os filhos de Zebedeu, acontecimentos na vida de Jesus que os outros não presenciaram: A ressurreição da filha de Jairo, a transfiguração de Jesus no monte, e a agonia mais intensa de Jesus no Getsêmani. Pedro escreveu duas cartas canônicas (1ª e 2ª Pedro) aos irmãos dispersos pelo mundo de então. Na sua primeira carta, ele anima os irmãos em Cristo que estavam sofrendo perseguição por causa da fé em Cristo bem como na perspectiva do martírio, e para isso apresenta Cristo como o exemplo de paciência diante da perseguição e do sofrimento. Nessa carta, Pedro revela que, mesmo estando espalhados na Ásia Menor, eles constituíam o povo de propriedade exclusiva de Deus, nação santa e geração eleita, e anima-os a proclamarem as virtudes de nosso Senhor Jesus Cristo. Esse povo fora resgatado da sua vã maneira de viver pelo sangue do Cordeiro derramado na cruz do Calvário. “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, o qual, na verdade, em outro tempo, foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado, nestes últimos tempos, por amor de vós”. 1 Pe 1.18-20. O homem nasce escravizado pelo pecado e vive sob o seu domínio. Cristo se manifestou para libertar o homem da escravidão do pecado e para isso ofereceu a sua preciosa vida em sacrifício pelos pecados do seu povo. Com a sua morte na cruz, Cristo resgatou da escravidão do pecado os que creem nele. Jesus é o grande redentor. O preço que pagou para nos libertar da escravidão (domínio do pecado), foi o seu precioso sangue derramado na cruz. “Aquele que nos ama, e em seu sangue nos lavou dos nossos peados” Ap 1.5. Paulo corrobora as palavras de Pedro, quando disse: “Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça” Ef 1.7. (Leia ainda Cl 1.13,14).  
Pr. Eudes Lopes Cavalcanti    

Nenhum comentário: